Home » Administração » Câmara de Inhumas homenageia primeira brasileira a ocupar cargo eletivo nos Estados Unidos

Câmara de Inhumas homenageia primeira brasileira a ocupar cargo eletivo nos Estados Unidos

Compartilhe isso!

Câmara de Inhumas homenageia primeira brasileira a ocupar cargo eletivo nos Estados Unidos

A Câmara Municipal de Inhumas, na tarde do dia 31, homenageou Margareth Basílio Shepard, a primeira brasileira a ocupar um cargo eletivo nos Estados Unidos. Inhumense de nascimento e coração, como mesmo afirmou, Margareth mudou-se em 1992 para os Estados Unidos para buscar uma nova vida.

Lá trabalhou como todo brasileiro faz no início, foi doméstica, babá e muitos outros serviços informais. Trabalhou com afinco e conseguiu abrir sua própria companhia de limpeza e em paralelo, buscava sempre ajudar quem mais precisava.

“Um dia em uma sessão na Câmara dos Deputados do estado onde moro, Massachusetts, para conceder ao imigrante o direito de dirigir, senti que eles entendiam a nossa necessidade, mas não iriam aprovar o pedido, pois nós não votávamos. Naquele dia, entendi que precisaria trabalhar para dar voz ao imigrante, para ajudar quem não tinha representação”. Relembrou Margareth em seu discurso emocionado.

Com trabalho prestado, foi eleita e tem feito muito à frente da pauta dos estrangeiros, legalizados e não legalizados, em um país que a cada dia tem defendido os interesses contrários dos imigrantes. “Enquanto estou aqui visitando o Brasil, estamos já preparando para as eleições que estão por vir, para ver se posso novamente pleitear o cargo”, ressaltou.

O presidente Bruno Braz (PDT), ressaltou a importância de homenagear uma Inhumense que conseguiu ir além e representar os brasileiros no legislativo em outro país. “Quando fiquei sabendo que Margareth estaria aqui, não medimos esforços para fazer uma homenagem justa a uma inhumense que tem feito um trabalho tão bonito”, afirmou.

“Nossa homenagem é justa a uma pessoa que rompeu diversas barreiras e o preconceito, se elegeu e hoje representa os interesses de uma classe cada vez menos privilegiada. Nós como legisladores também, só temos de nos alegrar em ter alguém que trabalha com tanto carinho para defender os brasileiros e outros estrangeiros, mesmo longe de casa”, completou Bruno Braz.